Técnicas de acampamento em rede

Infográfico com dicas para acampar de rede

por em 26/Mar/2012

Tudo aquilo que foi dito em akampando, agora pode ser saboreado pelos seus olhos no mais novo infográfico do blogus! Aproveitando a deixa, fiz uma página que concentram todos os infográficos para uma consulta mais rápida e objetiva.

Além do akampando, não deixe de ler o post as arveres somos nozes pois os nós apresentados são muito úteis para esta forma de bivacar?

off-topic: para quem curte infografia, este cara é foda!

:, , ,

18 comentários neste post

  • Kleber

    Saudações Lex

    sou de Pernambuco tenho 28 anos sou ex-militar especializado e desde pequeno tenho certos hábitos em campo, agora na vida civil tenho procurado atividades em meio a natureza para não aposentar habilidades adquiridas com o treinamento,combater minhas frustrações obtendo um escape, para melhor compreensão da vida e também para encontrar consigo mesmo e não deixar morrer meu espirito aventureiro, apesar de bem treinado enquanto militar estou procurando pesquisar sobre tais atividades para ter um planejamento e estar preparado, pude perceber que as atividades militares são bem diferentes e tenho muito a aprender o que me deixa muito animado tenho visitado varias paginas na internet como por exemplo o da galera do trekking brasil e o cozinha na mochila da Carol Emboava que são muito bons, fico com o espirito em alta por saber que existem pessoas tão evoluídas que fazem questão de partilhar sua sabedoria,tenho adquirido muito conhecimento através do seu blog fico impressionado com seu senso de organização e planejamento sem contar com o método de difusão das técnicas(já imprimi todos os infográficos hehe)e relatos, espero ter o seu aval para poder manter contato e realizar esse intercambio de informações e contribuir para minha evolução pessoal e num futuro ainda imaginado contribuir para a evolução de outros também e quem sabe um dia faremos uma trilha juntos

    • Lex

      Saudações, cara fiquei impressionado como você escreve tudo assim sem parar para respirar um minuto, ainda bem que você usa vírgula hehehe, eu no seu lugar já teria morrido sufocado sem respirar mas pode ficar tranquilo que o que eu puder partilhar eu vou partilhar porque eu acho que esse é o espírito da coisa porque tem gente que não partilha nada aí fica ruim né, mas as técnicas militares são mesmo diferentes das técnicas civis, você está aprendendo isso agora o que é bom porque você já conhece outros blogs e aí pode ir lendo sem nunca parar pra nada esse é o espírito da coisa porque tem muita coisa nesse mundão que a gente não sabe, aliás, conhecimento nunca é demais e ainda mais sobre técnicas de trekking e natureza que bom que você imprimiu os infográficos assim você já vai treinando tudo mas aproveite e leia os demais posts deste blog, sem nunca fazer pausa nenhuma porque quem pára não anda e cara com certeza a gente vai se trombar por aí porque este mundo é muito pequeno!

  • Jeff Almeida

    Lex, você pensou em alguma solução para aquela sensação de ‘envelopada’ que a Bug Stop acaba causando ao fechar o zíper?

    • Lex

      Olha, Jeff, neguinho vive falando que o negócio é dormir na diagonal. Eu tentei algumas vezes e não consegui… acho que o negócio é pedir uma rede customizada, mais baixa. O que pode até ser bom pois vai diminuir o peso e volume. Acho que uma solução poderia ser uma vareta de barraca onde os tirantes da rede encontram a lona — lembra da rede do Pica-Pau? Algo a ser testado.

  • Luiz Vessosa

    Parabéns pelo post! Valiosa dica!

  • Carlos Araujo

    Hummmm, sabe de uma coisa? não desmerecendo toda a técnica, aqui no distante norte, nós simplesmente “atamos a rede num pé de pau”, e pronto. Bem alta, por causa de insetos e cobras, e também por conta de piuns e meruíns.Mas pensando bem, para que vive na selva de pedra, a técnica de atar a rede deve ser útil.

    Gostamos muito do seu -novo – blog 🙂

    • Lex

      Então, Carlos, quando não há tarp nem tantos equipas nem fazer comida a coisa certamente fica mais fácil. O infográfico apresenta todas as possibilidades; cabe a você escolher que técnicas quer utilizar.

      valeu, um abração!

  • Francisco Cardoso

    Caro Lex Alexandre,

    Acompanho seu blog há muito tempo. Acho que desde aquele polêmico pé de frango (ops, melhor nem tocar nisso, até porque fui/sou um hahaha). Eu gosto do seu blog. Tá certo, poderia ser alimentado mais vezes, porém sabemos que temos outros afazeres. De todo modo, fica já sabendo que eu te amo hahahaha.

    Pois bem, essa rede é uma excelente opção pra quem quer menos peso; ou ainda vai/está em locais de acampamento difícil. Sei de muita gente que ama, ama mesmo essa singela e maravilhosa adaptação. Eu, Chico, não gosto simplesmente porque se eu deitar numa dessas (já tentei, até dramim já tomei antes)eu não durmo e fico mareado em segundos … aí já viu!

    No mais gerais, continuo a acompanhá-lo a cá desde BH: por gentileza, queira aparecer mais vezes ok?
    Abs

    • Francisco Cardoso

      Ops, desculpas, troquei a letra e mudei su nombre…

      • Lex

        Grande Chicão! Ri horrores com seu comentário!

        Cara, esse negócio de alimentar o blog é complicado. Não só o trabalho que engole o tempo da gente, às vezes rola um bloqueio criativo, coisa de artista fresco.

        Bicho, não se sinta sozinho neste mundo: conheço muita gente que não se adapta bem à rede. Uma pena, ô coisa boa.

        Em tempo: você não perde por esperar! O próximo post está gratinando no forno e é diferente de tudo que já foi publicado! Só não sei se as pessoas vão gostar… mas só tem um jeito de saber!

        um abração!

        • Francisco Cardoso

          Caro Lex,

          Também ri bastante da sua réplica e portanto, me dou ao direito de uma tréplica eheh.

          Primeiro, quanto ao afresca(lha)mento (??) artístico (rs): meu Deus, será que postará sobre uma pintura óleo sobre tela; ou acrílica; ou uma aquarela; um bico de pena; ou ainda, sobre uma escultura, claro de sua autoria, retratando-o-o em alguma peripécia montanhística, que será leiloada por alguns milhares de reais, depois de ser devidamente exposta em Londres, Paris, Tóquio e NY???
          Bem, isto seria bem diferente de tudo que já foi postado eheh

          Segundo, pelo tempo que está gratinando, olha lá heim, cuidado pra não sair queimado hahahaha!!! Jesus, tô até com medo já …

          Por último, Deus faz as coisas certas: ainda bem que nasci em Minas, se fosse no norte, ou na Bahia, teria sido expulso de lá por não adaptação à redes … Seria o desgosto familiar kkk

          Cara, obrigado pela bem humorada resposta, sucessos e boas aventuras! No aguardo.

          • Lex

            O que seria isso, uma quadréplica?

            Meus dons artísticos estão mais para Jackson Pollock, mas sem técnica alguma. Já está pronto, só falta ilustrar. Blogar não é nada fácil… oras, tem que escrever, rescrever, revisar, re-revisar, fotografar/ilustrar, fotoxopar, diagramar… quanto menos parece, mais trabalho deu! Mas fique tranquilo que vai ficar ao ponto… a única coisa que pode queimar é o meu filme!

            Sua única obrigação enquanto mineiro é tomar cachaça no pé do fogão a lenha. E subir algumas montanhas também!

            boas aventuras, um abração!

            • Francisco Cardoso

              Olá Lex, eheh
              Eu acho que depois da tréplica vem a sentença hahaha

              E eu sei, blogar não é fácil, isso dá um trabalho danado! Admiro e valorizo quem tem essa capacidade e sobretudo consegue longevidade no ramo! É uma arte, e como tal deve ser planejada, concebida, gestada ufa!… enfim, é um parto!

              Então, quem não gosta de uma cachacinha né? Fogão a lenha então … Até confesso um pecado, meio até “pé-franguístico”: nas minhas andanças eu levo um pouquinho desse precioso líquido hahahahahaha, o coisa boa rs

              Grande abraço, até mais

  • Eduardo

    Muito bom o post. Mas se for acampar em mata atlântica, um mosquiteito ajuda e muito ter uma noite tranquila. Comprei um no ML por 16 pila (especifico pra usar em rede) e foi um dos melhores investimentos que fiz até hoje em material de camping. Abs e parabéns pelo blog.

2 Trackbacks / Pingbacks para este post

Responda